terça-feira, 31 de maio de 2011

As parasitas são de rara beleza e mistério.
Nascem em meio troncos de árvores e enfeitam as matas da Mantiqueira.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

video
Nascentes

          As nascentes são classificadas em perenes, temporárias e efêmeras.
          a) As perenes são caracterizadas por um fluxo de água contínuo. 
          b) As temporárias só apresentam fluxo no período das chuvas.
          c) As efêmeras são aquelas que surgem durante uma chuva, desaparecendo logo em seguida.
          Os lençóis freáticos dão origem a dois tipos de nascentes, que são as nascentes de encosta e as nascentes difusas:
a) Nascentes de encosta surgem em decorrência da inclinação da camada impermeável ser menor que a da encosta. Neste tipo de nascente, o fluxo de água ocorre em um único local do terreno.   
           b) Nascentes difusas são as que surgem onde a camada impermeável situa-se de tal forma que fique paralela à parte mais baixa do terreno e estando próxima a sua superfície, ocorrerá um fluxo d’água da encosta para o lençol freático. Esse fluxo promoverá um aumento do nível de água do lençol freático, fazendo com que em alguns momentos, o nível seja elevado até a superfície do terreno. 

sábado, 28 de maio de 2011

Bigodinho (Sporophila lineola)
É encontrado em todo o Brasil. Mais comum em clareiras arbustivas, plantações, bordas de capoeiras e áreas com gramíneas altas, principalmente nas proximidades da água.
Piriquitos que andavam sumidos da Mantiqueira nos anos 90,
hoje muitos são vistos principalmente onde tem coqueiros, seu lanche preferido

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Garça Branca - Elegancia a toda prova.
Quando passamos por trilhas nas matas, muitas vezes não notamos pequenas belezas que a natureza tem para oferecer. Por isso não devemos remover tocos de madeira e pedras, pois podem estar escondendo vegetação rara ou abrigo de animais silvestres.
ESTAMOS BRINCANDO DE  EDUCAÇÃO AMBIENTAL

          Muito se fala nos dias atuais em Educação Ambiental, afinal, é moda ou assunto da vez em muitas escolas do país. Mas, será que as faculdades preparam os alunos, que se tornarão professores, para passarem um conteúdo apropriado e ensinar os alunos da rede pública e particular sobre este importantíssimo assunto?
          Certa vez ministrei uma palestra educativa em uma escola com o tema “A importância da Água”. Ao término da palestra uma professora que assistia me sugeriu que eu utilizasse o termo mina d’água, pois os alunos não sabiam o que era nascente. Reflorestamento e árvores nativas foram termos que a professora alegou os alunos desconhecerem.
          Como a palestra foi ministrada para alunos de 10 a 12 anos fiquei me perguntando: Será que estas crianças estão recebendo uma educação ambiental eficaz? Será que nascente, reflorestamento e árvores nativas são termos de outro mundo? Confesso que fiquei preocupado.
          As Ong’s Ambientais podem ter um papel importante nessa etapa do conhecimento estudantil devido ao conhecimento prático vivenciado por seus membros.
          Parcerias dos estados e municípios com as ONG’s podem e devem trazer um bom resultado em curto espaço de tempo.
          Falar do meio ambiente nos dias comemorativos faz com que a criança ou adolescente ao chegar em casa levante uma bandeira em prol do meio ambiente e fale para os pais que a preservação é importante, porém, os alunos relaxam com o passar do tempo e esquecem do meio ambiente.
          Quando os alunos recebem um ensinamento contínuo no ensino fundamental por todos os professores, afinal meio ambiente é matéria interdisciplinar, ele provavelmente irá fechar a torneira ao escovar os dentes, não deixará que matem os sapos para que não haja desequilíbrio biológico, plantará árvores, não jogará lixo nas vias públicas, separará seu lixo reciclável,....notou a diferença?
          Uma pessoa somente será ecologicamente correta quando colocar em prática seus aprendizados. Se de cada 20 alunos fizermos 1 verdadeiro ambientalista o planeta agradecerá, pois ele certamente proliferará seus conhecimentos.
          Fazer algo em favor do meio ambiente não pode ser apenas modismo, mas um ato de amor ao planeta onde vivemos. Não podemos ficar apenas pensando no mundo que deixaremos para nossos filhos e netos, mas que filhos e netos deixaremos para o mundo. Pensem nisso!

”Natureza:
 Defendê-la é um ato de coragem,
preservá-la é um ato de consciência,
recuperá-la é um ato de sabedoria.”

Alexandre César Gargalhone
Geógrafo / ONG Abutres da Mantiqueira
Araucária - Árvore típica da Serra da Mantiqueira.
Esta foto foi tirada  na Pedra Branca à 1.555m de altitude em área de APA.
Pequenas estações de tratamento de esgoto como esta no Bairro Pedra Vermelha em Piranguçu para cerca de 50 famílias pode fazer muita diferença para melhorar a qualidade da água em nossos rios, parabéns pela iniciativa e torço pra que não fique apenas nessa.
                Como podemos preservar o meio ambiente?

            Muito se fala em preservação ambiental, mas, como podemos realmente fazer algo para ajudar na preservação.
            Limpeza Pública - em algumas cidades da região do Alto Sapucaí, ruas, praças e calçadões acumulam muito lixo no chão. Cigarro, papel de bala e sorvete e até garrafa pet. Geralmente, as pessoas reclamam das autoridades que não fazem a limpeza com eficiência. Será que todo o lixo que vemos nas ruas e praças foram jogados pelos prefeitos e vereadores das cidades ou será que o lixo tenha sido jogado pela mesma população que reclama da limpeza pública?
            Se cada cidadão fizer a sua parte e jogar o lixo no lixo a cidade ficará limpa. Como é fácil, até uma criança de quatro anos aprende. Ensine seus filhos, netos e sobrinhos que provavelmente eles irão ensinar muitos outros adultos. Outro ponto importantíssimo é a separação do lixo reciclável para a coleta seletiva. É um ato de cidadania. Agir mais para não reclamar tanto.
            Preservação de Nascentes – A maioria das nascentes de água está localizada na zona rural. Por este motivo o maior vilão destas nascentes é o gado. O pisoteio do gado compacta o solo próximo a nascente prejudicando sua vazão e em alguns casos chegando até a secar de vez. Além disso, a contaminação da água por coliformes fecais é inevitável.
        Como resolver o problema? O primeiro passo é cercar a nascente para o gado não chegar muito próximo. Para a dessedentação do gado pode-se canalizar a água até um bebedouro fora da área de proteção da nascente. Plantar árvores também ajuda e muito para melhorar a vazão. Porém, deve-se procurar a orientação de técnicos especializados para saber que espécie plantar, pois se a vegetação não for adequada a nascente pode até secar. Existem plantas freatófitas que se alimentam do lençol freático e que são danosas para as nascentes, como: eucalipto, taboa, mariazinha, bambuzal, e outras. Muitas outra fazem bem para o aumento da vazão, como: mangueira, ipê, pitangueira, sangra-d`água,....
            Existe um método fácil de saber se a vegetação está prejudicando a nascente. Faça a medição da vazão da nascente quando o sol estiver bem forte e depois repita a medição no período noturno. Se a vazão for igual, à vegetação está apropriada. Caso a vazão for menor no período noturno é sinal que a vegetação é freatófita e está sugando muita água do subsolo no período diurno e evapotranspirando para a atmosfera. Neste caso a vegetação deve ser trocada aos poucos, mas sempre com orientação técnica.
Esta região de Serra da Mantiqueira é rica em nascentes e isso agrega valor as propriedades rurais. Já existem anúncios de venda de chácaras e sítios citando o número de nascentes perenes existentes.
`        A maior riqueza que nossa região tem precisa ser preservada, conservada e recuperada com consciência e inteligência.

Alexandre César Gargalhone

sábado, 21 de maio de 2011

Ong Abutres da Mantiqueira ministrando palestra ambiental
Adolescente comportados em palestra ambiental
A Lua é bonita e as vezes misteriosa.
Até em túnel de bambuzeiro existe luz no final.
Estudantes a mais de 50 anos atrás.
Vertical, horizontal, diagonal...o importante é crescer.
O raio entortou mas não derrubou. 1 x 0 pra árvore!
A copa da Araucária, árvore típica da Serra da Mantiqueira
e do estado do Paraná.
Equipe de voluntário e guerreiros que fizeram a limpeza no entorno da represa São Bernardo.
Comandados pela Professora Dalva de Geografia (de chapéu na foto)
e pela ONG Abutres da Mantiqueira.
EXEMPLO PARA O MUNDO!
Placas educativas colocadas ao entorno da Represa São Bernardo - Piranguçu MG -
pela ONG abutres da Mantiqueira com apoio da prefeitura local.
Provavelmente alguém levou 2 sacos de lixo para jogar na pequena lixeira,
como obviamente não coube, jogou no chão. O que pensar desse imbecil?
Precisamos educar melhor nossas crianças e adolescentes para a questão ambiental. Chega de tratar o Meio Ambiente como matéria secundária nas escolas e desprestigiadas nas secretarias municipais. O Meio Ambiente necessita urgente de verbas e projetos decentes.
Chega de blá...blá...blá...Acorda Brasil!
Tá olhando o quê? Viu algum piriquito verde?
Esse é amante dos coquinhos...
Pedra dos Melos. Piranguçu - MG
Pedra da Piedade - Itajubá MG.
A face norte da Pedra Piedade contém uma excelente via de escalada frequentada por muitos amantes deste esporte de aventura. Já foi publicada reportagem sobre a via de escalada em uma revista da Noruega, pais ao norte da Europa. Chic não!
Paisagem no Bairro dos Melos - Piranguçu MG
Maciço metamórfico da Mantiqueira. Bairro Lemes - Piranguçu MG
Apenas uma reuniãozinha!
Assembléia de penosos!
Tá tudo dominado!
Trio de quero-quero. Foto tirada no Bairro dos Marques, Piranguçu MG
Este verdadeiro monumento histórico hoje abriga a Secretaria de Educação, mas já foi Câmara Legislativa, Biblioteca, Cadeia Pública e na época desta foto era uma Escola. Alunos uniformizados e comportados se preparam em ordem crescente de tamanho. Bons tempos!

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Praç 1º de Março. As árvores não tinham nem 1 metro de altura.
O tempinho bom!
Rua de acesso à Matriz Sto. Antonio- Piranguçu MG
Rua abaixo é a Av Aureliano Chaves. Foto tirada na a mais de 50 anos.

quarta-feira, 18 de maio de 2011


Como Piranguçu é lindo!
Pedra Bela Vista.

Ilha de pedra no Rio Piranguçu na ponte do Bairro Boa Vista.
Piranguçu é a cidade dos esportes radicais e o Rapel e a Escalada são muito explorados
por haver pedras propícias em muitos lugares do município para esta prática.
Pedra da Chita. Ponto de maior altitude de Piranguçu com 1890m.
Existe no local um marco do IBGE com as coordenadas do local.
É também o ponto de divisa entre Minas e São Paulo.

terça-feira, 17 de maio de 2011

A ONG Abutres da Mantiqueira já realizou o plantio de 810 mudas de árvores nativas até 17 de maio de 2011 em eventos ecológicos / esportivos. A meta é atingir 1000 mudas plantadas até julho quando ocorrerá o 5º Enduro a Pé da Serra aqui em Piranguçu.
Marreco Tererê
Nas várzeas de arroz.
Essa coisa é feia e perigosa. Cuidado ao manusear pilhas de tijolos e
lenhas para o seu fogão, local preferidos para as aranhas procriarem.
Esquilo serelepe. Pousando pra foto.
Saïra Azul

À noite também se vive.
Filhotes de Sanhaço no ninho.
Esta foto que eu registrei foi publicada na Revista Terra da Gente
na edição nº 82 da editora Globo / EPTV - Campinas / SP
Gavião Carcará.
Até no nevoeiro ele impõe respeito.
Fotografei, mas, que bicho é esse?
Se alguém souber mande um comentário.
Rajado e imponente.
O clic na hora da decolagem!
Ufa! abriu as asas.
 A Mantiqueira tem grande variedade de espécies de borboletas.
Porém, é difícil fotografá-las.
Bairro Correinha - Piranguçu / MG
Bairro Sonho Meu - Piranguçu / MG
A cidade de Piranguçu  fotografada por um ângulo diferente.